Ademar Amaral lançará em Breve “Sementes do Sol”

Depois de Catalinas e Casarões, lançado em 2009, mais uma vez fui honrado com a tarefa de criar a capa do próximo lançamento do escritor obidense Ademar Ayres do Amaral. Semana passada, em meu escritório, tive o privilégio de receber em mãos os originais do livro que demandou três anos para ser concluído e que, segundo palavras do próprio autor, é a obra da sua vida. Com o título de SEMENTES DO SOL, trata-se de um trabalho de grande fôlego e muita pesquisa, um romance que depois de publicado vai beirar as 380 páginas, com todos os cuidados (desta vez exagerados) com que o autor procura alinhavar seus textos. Segundo suas próprias palavras, houve parágrafos que foram reescritos umas trinta vezes até que ele se desse por satisfeito.O cerne do romance é uma estória de ficção sobre a vida de ribeirinhos plantadores de juta. Em volta dessa espinha dorsal,  Ademar nos traça um painel impressionante sobre o ciclo da juta do Baixo Amazonas e sobre a saga dos japoneses( Koutakuseis) que no início dos anos 1930, no município de Parintins, conseguiram, depois de muita luta, aclimatar a juta indiana nas várzeas da Amazônia. Só para dar um gostinho, autorizado pelo Ademar, reproduzo a seguir o prefácio escrito pelo romancista e poeta Roberto Carvalho de Faro, Membro da Academia Paraense de Letras. O lançamento da obra está previsto para meados do próximo mês de outubro.

Por Carlos Antônio

PREFÁCIO A Amazônia é isto: indecifrável, esmagadora, misteriosa. Essa percepção vem dos primeiros desbravadores e continua assim, desafiando inteligências de todas as épocas. De aparência pacífica, submissa, é indomável, vingativa, ao ser agredida. Poderá ser totalmente devastada, mas nunca escravizada, domesticada. Parece que não foi concebida para projetos faraônicos, ainda que suas dimensões descomunais e potencialidades infinitas possam conduzir a essa enganosa conclusão. Os malogros vários já provaram isso. Na contramão de sua imensidade, pujança e aparentes possibilidades, só se permite doar parcimoniosamente. É como se quisesse mostrar que só é magnânima para a subsistência dos seus filhos. Acima disso, reage. É a mãe que não tolera desperdício. Não se submete à ambição. Parece nos dizer que é partidária ferrenha da socialização de suas imensuráveis riquezas. Só que os aventureiros e piratas, ignorando essa vocação, não compartilham desse princípio. Então, é a hora do basta. Direta ou indiretamente, por inimagináveis caminhos, sufoca o que lhe parece afronta ou agressão. Fracassaram os grandiosos projetos econômicos. Borracha, juta, arroz, extensas rodovias estão nesse rol. Este belo livro de Ademar Ayres do Amaral, ainda que em roupagem de ficção, aborda esses malogros, notadamente no capítulo da juta. Ao mesmo tempo em que é um bem urdido romance, é também um documentário histórico da saga dos imigrantes japoneses que, enfrentando adversidades de toda ordem, lograram um ciclo, ainda que efêmero, de prosperidade com a aclimatação da juta originária do oriente. Com a habilidade de um escritor seguro e bem informado, associado ao indisfarçável atavismo telúrico de sua origem ribeirinha, Ademar Amaral oferece ao leitor, não uma desbotada fotografia antiga, mas uma sequência viva e vibrante de instantâneos do exuberante Baixo Amazonas, onde nas suas várzeas, tesos e cidades seus múltiplos personagens de origens tão diversas revelam suas paixões, dando vida à trama de SEMENTES DO SOL. A obra já encanta a partir do título de profundo e singular significado, tão bem ajustado ao elaborado conteúdo. Dizer mais é desnecessário. Roberto Carvalho de Faro Membro da Academia Paraense de Letras fonte: chupaosso

Uma resposta em “Ademar Amaral lançará em Breve “Sementes do Sol”

  1. Pingback: SEMENTES DO SOL « Academia Obidense

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s